Planejar Uma uma obra, missão difícil ?

Planejar Uma uma obra, missão difícil ?

O que é o planejamento de obra? 

O planejamento de obra é fundamental para a execução correta do empreendimento. Ele tem como objetivo prever as inconformidades, riscos e os impactos positivos e negativos da construção do projeto

Nele, o profissional responsável elabora diversos estudos e cálculos para avaliar em que circunstâncias a execução do projeto é mais rentável e econômica. Isso segundo as leis em vigor da região e as políticas internas da empresa

Com um planejamento bem detalhado, é possível ter uma visão real da obra e tomar decisões adequadas ao longo da execução do projeto. Por isso, a importância de contratar profissionais responsáveis para elaborá-lo. 

Importância do planejamento da obra 

O planejamento é indispensável para a execução de qualquer obra. Afinal, ele serve como guia para a realização de todas as etapas do empreendimento, o que envolve aspectos como: 

● Estudos preliminares; 

● Execução dos serviços; 

● Alocação de recursos; 

● Troca de informações; 

● Venda dos imóveis e unidades construídas. 

Geralmente, os profissionais que gerenciam os canteiros de obras gastam cerca de 25% do seu tempo para resolver problemas e imprevistos. Com o planejamento, este tempo pode ser reduzido e a execução do empreendimento se torna mais eficiente, assim como a tomada de decisões ágeis e assertivas. 

Como fazer um planejamento de obra? 

O planejamento de obra é mais que um documento com coordenadas e orientações para a excussão do empreendimento. Ele também inclui o plano diretor da obra, estudos de viabilidade, orçamentos e um plano de ação com foco nos prazos, serviços e equipes envolvidas

Ao desenvolver o planejamento, o profissional também precisa considerar os resultados com foco na redução de desperdícios e o retrabalho. Além disso, ele precisa prever possíveis imprevistos e desenvolver estudos como: 

Viabilidade 

Os estudos de viabilidade tem como objetivo avaliar se a construção da obra trará lucros ou prejuízos para a construtora. Além disso, o profissional examina os custos de projetos construídos anteriormente, lucro e gastos extras deles. 

Nesse estudo, também é preciso avaliar o fluxo de caixa da construtora. Assim como se as condições econômicas da empresa e do mercado são favoráveis para a excussão do projeto. 

Orçamento de obras 

O orçamento pode ser considerado a parte mais importante do planejamento de obras. Pois, se ele estiver errado ou incompleto, a construtora pode ter grandes prejuízos durante a realização do empreendimento. 

O cálculo das variáveis é extenso e também faz parte do orçamento de obras. Ele depende de diversos itens, como: 

  • Encargos trabalhistas dos funcionários; 
  • Benefícios e Despesas Indiretas (BDI); 
  • Preço final de vendas dos imóveis; 
  • Cronograma físico-financeiro; 
  • Atividades terceirizadas. 

Acompanhamento das obras 

É importante pensar no planejamento como um acompanhamento contínuo do projeto. Pois, ele continua à medida que os trabalhos do canteiro avançam e se modifica a cada dia de trabalho. Diante disso, é preciso planejar: 

  • Utilização de recursos financeiros; 
  • Gerenciamento das atividades; 
  • Materiais; 
  • Serviços. 

Para fazer esse acompanhamento, os profissionais utilizam diversas ferramentas de gerenciamento de tarefas e projetos, que permite uma visão global e integrada do progresso do empreendimento. 

 

« voltar